PROGRAMA ESPECIAL

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho normal da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
  • layout default 
  • layout default daltonismo 
  • layout default contraste
Home Blog Mercado de Trabalho

Mercado de Trabalho

Envie este artigo para um amigo Imprimir PDF

O Programa Especial desta semana vai falar sobre mercado de trabalho e mostrar pessoas com defici√™ncia atuando em diferentes √°reas. Voc√™ vai conhecer o projeto Beleza de Todas as Formas, que capacita pessoas com s√≠ndrome de Down para trabalhar em sal√Ķes de cabeleireiro. E Cassiano, que trabalha em uma ag√™ncia de publicidade e tem paralisia cerebral. Voc√™ vai saber tamb√©m sobre a trajet√≥ria do Desembargador Ricardo Fonseca, que tem defic√™ncia visual. E, ainda, mais uma edi√ß√£o do quadro Paral√≠mpicos.

 Em um escritório, Cassiano olha para a tela de um notebook.

Zé Luiz Pacheco conversou com Cassiano Fernandez, que trabalha como agente de pesquisa em uma agência de publicidade e tem paralisia cerebral. Cassiano falou sobre a carreira na agência:

‚ÄúEu me formei em Jornalismo e esse √© o meu primiero emprego formal, com todos os direitos garantidos. Sou agente de pesquisa e trabalho no neg√≥cio social da companhia, que √© o Rio+Rio. O projeto ao qual eu fui contratado chama-se 'Mapa de N√≥s' e √© o mapeamento de pessoas com defici√™ncia em 8 comunidades ao redor do Rio de Janeiro. Desde o momento que eu entrei aqui, eu sempre fui respeitado como ser humano, como um profissional. Se eu cometi algum erro no meu trabalho, eu fui chamado aten√ß√£o como qualquer funcion√°rio seria. Da mesma forma, se eu consegui um feito muito bom, eu fui parabenizado como qualquer outro seria, e √© uma vit√≥ria.‚ÄĚ

Em Curitiba, nossa equipe conheceu Ricardo Fonseca, que √© Desembargador e tem defici√™ncia visual. Ele falou sobre o dia a dia da profiss√£o e sobre a import√Ęncia da educa√ß√£o inclusiva na forma√ß√£o dele:

‚ÄúEu nasci com seis meses de gesta√ß√£o, h√° 56 anos. Naquela √©poca era muito dif√≠cil sobreviver uma crian√ßa nessas condi√ß√Ķes. Tive sequelas, paralisia cerebral, que gerou uma diplegia, e tamb√©m baixa vis√£o. Quem me auxiliou profundamente foi minha m√£e, que me alfabetizou utilizando uma lousa. Mas, de qualquer forma, eu tamb√©m tive o privil√©gio de estudar em uma escola que j√° tinha uma vis√£o inclusiva. As professoras, no contraturno, ampliavam os textos datilografados com letras bem grandes, feitas √† m√£o. Com isso, eu pude concluir o Ensino Fundamental. No Ensino M√©dio, eu j√° estava em S√£o Paulo, tive alguma dificuldade, mas, tamb√©m, a partir da postura inclusiva de uma escola muito importante na minha vida, que foi a Joana D'arc, eu pude concluir o Ensino M√©dio, justamente porque os professores tinham uma dedica√ß√£o especial, no sentido de estabelecer m√©todos para o ensino da matem√°tica. Essas escolas n√£o tinham no√ß√£o de que eram inclusivas, naquela √©poca n√£o se falava disso. Mas foram escolas que n√£o tiveram preconceito e se dispuseram a estabelecer m√©todos para mim. No vestibular, n√≥s desenvolvemos uma t√©cnica especial, porque eu n√£o sabia Braille, j√° que eu tinha baixa vis√£o, eu n√£o aprofundei o conhecimento do Braille. As quest√Ķes eram gravadas em fita cassete, e eu as respondia ora escrevendo, ora pedindo para que algu√©m assinalasse as cruzinhas no vestibular de testes. Com isso eu passei na Fuvest e estudei Direito na USP. E, quando eu estava no terceiro ano da faculdade, eu perdi totalmente a vis√£o. Nesse momento os colegas gravavam em fita cassete para mim os textos jur√≠dicos, os livros, as anota√ß√Ķes de caderno. Ent√£o, com isso, eu assistia √†s aulas e gravava o conte√ļdo mais aprofundado. Eu tenho 400 processos novos para julgar por m√™s, √© muito trabalho, n√£o d√° para ficar lendo um por um. Ent√£o, eu tenho um time de profissionais muito bons que fazem a elabora√ß√£o dos meus votos. O que eles me trazem s√£o as quest√Ķes chaves de cada processo, as que eu tenho que tomar decis√£o no √Ęmbito mais subjetivo, pessoal. Funciona muito bem e r√°pido. Eu tenho uma assessora, que me acompanha, ela √© ledora juramentada, portanto ela presta um juramento formal. O ledor assina um ato formal de que vai agir em sess√£o de forma a me passar fidedignamente tudo que est√° em cada processo. N√≥s preparamos a pauta na v√©spera, eu estudo todos os processos, estabele√ßo com a minha ledora palavras-chaves para eu poder lembrar do processo na sess√£o e, mediante a esse m√©todo, eu consigo funcionar par e passo com os meus colegas, que na sess√£o t√™m a possibilidade de ler os processos nas telas dos computadores.‚ÄĚ

O projeto Beleza de Todas as Formas capacita e faz a inclusão de pessoas com deficiência intelectual no segmento da beleza. Fernanda Honorato conversou com Debora Mascarenhas, que é consultora de inclusão do projeto. Débora contou para a Fernanda como surgiu a iniciativa:

‚ÄúA ideia nasceu da exig√™ncia do Minist√©rio do Trabalho para o cumprimento de cotas de uma grande empresa. Essa empresa contratou uma equipe de consultores, da qual eu fa√ßo parte, para montar um curso de qualifica√ß√£o profissional, onde os jovens s√£o qualificados e depois colocados em sal√Ķes de beleza. Hoje, a gente tem mais de 20 pessoas trabalhando no Rio e em S√£o Paulo pelo programa do Beleza e em outros lugares tamb√©m. Eles s√£o selecionados, passam pelo curso, s√£o avaliados e, ao final do curso, se eles forem aprovados e quiserem ir para o sal√£o de beleza, a gente faz a capacita√ß√£o do sal√£o de beleza, escolhe um sal√£o de beleza perto da casa deles, faz a capacita√ß√£o do sal√£o de beleza, combina os hor√°rios, combina o contrato de trabalho, a empresa contrata e eles ficam trabalhando como prestadores de servi√ßo no sal√£o de beleza.‚ÄĚ

Joomla Templates and Joomla Extensions by ZooTemplate.Com
 

Adicionar coment√°rio



Programa Especial

O Programa Especial é totalmente dedicado à inclusão das pessoas com deficiência. Todo sábado às 10h30min você pode acompanhar reportagens positivas, otimistas, descontraídas e acessíveis a todos. Para isso, o Programa conta com janela de LIBRAS, legenda e audiodescrição. Seja muito bem-vindo!