PROGRAMA ESPECIAL

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho normal da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
  • layout default 
  • layout default daltonismo 
  • layout default contraste
Home Blog Adolescentes

Adolescentes

Envie este artigo para um amigo Imprimir PDF

O Programa Especial desta semana é dedicado ao universo da adolescência. Vamos até Curitiba conhecer Felipe, que é skatista e tem deficiência física. Vamos conversar também com a Lais, mãe do adolescente Xico, que tem síndrome de Down. E uma reportagem sobre Lucas, que é estudante e tem paralisia cerebral. E, no quadro Paralímpicos, a nadadora Joana Neves.

Xico caminha por uma área externa. Ele usa um capacete. Ao lado dele, Laís sorri.

Lucas Holanda tem 18 anos e quer ser jornalista. Ele mora com a avó Miriam Soares e tem paralisia cerebral. Miriam falou sobre a paixão do Lucas pelo esporte:

‚ÄúQuando ele foi de crian√ßa para adolescente, desde que come√ßou a entender as coisas, ele sempre falou que ia ser jornalista esportivo, porque ele gosta muito de futebol, n√£o perde nada de futebol. Teveram at√© pessoas que me perguntaram como ele ia ser jornalista se tem dificuldade na fala. Eu falei: 'N√£o, ele vai trabalhar l√° na parte da reda√ß√£o, escrevendo', porque no computador ele escreve tudo. N√£o tem nenhum erro de portugu√™s. Em casa eu me comunico bem com ele, tudo eu o fa√ßo falar‚ÄĚ.

Nossa equipe foi até Curitiba conhecer Felipe Nunes. Ele tem 16 anos, adora andar de skate e tem deficiência física. Felipe contou como começou a praticar o esporte:

‚ÄúCom uns 13 anos, ganhei o primeiro skate e comecei a usar para me locomover, abandonei a cadeira de rodas. Da√≠, comecei a ir na pista com os "pi√°s" l√° e comecei praticar. O skate me proporcionou muita coisa, eu evolu√≠ muito depois que comecei a focar mais no skate, j√° comecei a ter uma vis√£o diferente da vida e as pessoas come√ßaram a me ver com outros olhos. Eu n√£o quero que as pessoas me vejam como um coitado, eu quero mostrar que nada tem limite, quero andar de skate o m√°ximo poss√≠vel. O skate, para mim, √© como se fosse uma fam√≠lia. A gente se junta, ajuda a arrumar um lugar, uma pista, um obst√°culo, qualquer coisa para andar de skate. A gente mesmo monta, se junta com amigos e vai andar. Isso √© uma fam√≠lia, uma uni√£o‚ÄĚ.

Xico Bondioni tem 15 anos, é estudante e tem síndrome de Down. A mãe dele, Lais Pimentel, falou sobre a transição para a adolescência:

‚ÄúO Xico fez agora 15 anos. Ele pode ter defici√™ncia intelectual, mas ele √© um rapaz. E ele √© um rapaz adolescente que traz todas as alegrias e as chatices que os adolescentes trazem. Ele voltou a andar a cavalo, um pouco porque a postura dele estava meio esquisita, que √© uma coisa t√≠pica de quem est√° crescendo. A adolesc√™ncia j√° √© um momento delicado por excel√™ncia, tem a transforma√ß√£o hormonal. E o adolescente √© um ser em transforma√ß√£o intensa. E n√£o √© s√≥ ele, quem est√° em volta tamb√©m est√° sentindo tudo isso. Eu acho que a adolesc√™ncia pode assustar qualquer um, tendo ou n√£o um filho com defici√™ncia. E hoje em dia eu amo, amo ser m√£e de adolescente. Eu voltei a ter muito da minha liberdade. Voc√™ tem que ter um equil√≠brio entre a sua paranoia e o seu medo, e o desejo de autonomia dele. Ent√£o o Francisco tem mania de falar: 'Vou fazer sozinho', 'vou descer e fazer tal coisa sozinho', que l√≥gico que n√£o, mas ele vai chegar l√°. Eu me mudei para perto da escola, porque eu queria que a rede de amigos entrasse com for√ßa, porque quem tem adolescente em casa sabe que pai e m√£e t√™m um limite. Tem uma hora que pai e m√£e n√£o v√£o ouvir, ent√£o √© a mesma coisa uma pessoa com Down. Eu acho que tem que cortar mesmo o cord√£o. Eu acho que esse √© um tema que est√° sendo bastante conversado agora, que √© a adolesc√™ncia das pessoas com defici√™ncia em busca dessa liberdade, dessa autonomia, que √© um direito deles‚ÄĚ.

Joomla Templates and Joomla Extensions by ZooTemplate.Com
 

Adicionar coment√°rio



Programa Especial

O Programa Especial é totalmente dedicado à inclusão das pessoas com deficiência. Todo sábado às 10h30min você pode acompanhar reportagens positivas, otimistas, descontraídas e acessíveis a todos. Para isso, o Programa conta com janela de LIBRAS, legenda e audiodescrição. Seja muito bem-vindo!