PROGRAMA ESPECIAL

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho normal da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
  • layout default 
  • layout default daltonismo 
  • layout default contraste
Home Blog Cinema Cuba

Cinema Cuba

Envie este artigo para um amigo Imprimir PDF

O Programa Especial desta semana tem o cinema como tema e foi todo gravado em Cuba. Vamos conhecer o projeto Tocando a Luz, de acessibilidade cinematográfica, com audiodescrição e legenda; conversar com o cineasta Fernando Pérez, e com Francisquito, que participou de uns dos filmes dele e tem síndrome de Down.

Em uma sala, um homem sentado em uma cadeira sorri.

 

 

O projeto Tocando a Luz, em Havana, promove sessões de cinema com audiodescrição. Jorge González Frómeta, um dos responsáveis fala sobre o projeto:

“Tudo isto começou aqui em Havana, Cuba, pois eu tive uma experiência há aproximadamente 12 anos com um filme argentino. Tivemos uma primeira exibição com audiodescrição e eu fiquei muito impressionado. Conversei com as pessoas que tinham ido, pessoas cegas que tinham assistido à exibição e me propus a, de algum modo, criar um espaço para elas. Começamos pelos clássicos até filmes do ano de 2013. Nós incorporamos o sistema de audiodescrição aos filmes de uma forma bem estruturada. Fazemos um roteiro que não afete o filme como tal, para que ele chegue realmente como todos nós o assistimos”.

O Programa Especial acompanhou uma sessão exibida pelo projeto Tocando a Luz. Fernando Pérez, diretor do filme Olho do Canário, conversou com a plateia antes da exibição. Pérez falou sobre a paixão pelo cinema:

“O cinema me permitiu conhecer muitas realidades. Não apenas geográficas, mas principalmente aquela geografia muito mais importante, que é a geografia de cada um de nós. Nossas formas de ser, nossos comportamentos, nosso modo de enfrentar os conflitos na vida. Então, quando eu encontro atividades como esta em que estamos hoje, aqui no cinema La Rampa, em Havana, onde exibimos uma versão preparada dos nossos filmes para não videntes e para surdos, acho que é um dos momentos, e eu tive vários, de encontro com o público que mais me comove, pois eu sinto aquele impulso do ser humano de vencer todas as barreiras”.

Fernando também dirigiu o filme Suíte Havana, que retrata o cotidiano de pessoas comuns que moram em Cuba. Entre elas, Francisquito, um menino que tem síndrome de Down.  Fernando conversou com a nossa equipe sobre este filme:

“É um documentário que narra um dia na vida da minha cidade e segue a vida cotidiana de oito pessoas. Entre elas, uma família composta por um pai, um menino e dois avós. Francisquito  tem uma característica, é um menino que nasceu com síndrome de Down. Mas o que me interessava nessa história? Não era só a situação de Francisquito como menino Down, e sim a relação familiar, de entender quais são os passos necessários para poder entender e manter uma família com essas características. Também me interessava a realidade social. Aqui em Cuba, crianças com essas características são atendidas com muita dedicação, não somente em escolas especializadas, mas também em escolas comuns.

Nós não mudamos nada do cotidiano dele para o filme. O mais interessante é que Francisquito gostou muito do cinema, da filmagem. E no final ele repetia os comandos do diretor. Em muitas cenas, eu pedia para ele dar os comandos: "Som, câmera, ação!" E ele fazia direitinho”.

Em Havana, fomos à casa de Francisquito - que atualmente é um rapaz- onde ele mora com o pai, Francisco Maqueira. Ele falou sobre a participação do filho no filme.

“Minha relação com Francisquito é muito franca, de muita confiança mútua. Porque eu confio muito nele e ele confia muito em mim. Então ele faz o que quer, contanto que me diga aonde vai. Ele gostou muito do filme, se divertiu muito. Depois do filme, o mais importante é que fomos reconhecidos por muitas pessoas. Era muita alegria quando as pessoas nos viam na rua e nos tratavam com tanto carinho, porque é um filme de conteúdo muito forte, muito sentimental. Eu acredito que o filme, na verdade, ajudou muito a criar, a formar certos tipos de consciência de que as pessoas devem [se] tratar com mais carinho, com mais suavidade, com mais amor”.

Joomla Templates and Joomla Extensions by ZooTemplate.Com
 

Adicionar comentário



Programa Especial

O Programa Especial é totalmente dedicado à inclusão das pessoas com deficiência. Todo sábado às 10h30min você pode acompanhar reportagens positivas, otimistas, descontraídas e acessíveis a todos. Para isso, o Programa conta com janela de LIBRAS, legenda e audiodescrição. Seja muito bem-vindo!